Um dos idealizadores da CASA VIVA, Eduardo fala sobre seus planos para a nova empresa, como enxerga o mercado hoje e expectativas para o futuro do setor imobiliário

Mini entrevista

Conte um pouco sobre você.

Sou engenheiro civil de formação, com mestrado em finanças na FEA-USP e MBA no Ibmec. Atuei parte da minha carreira na área de controladoria e, mais tarde, em 2005, migrei para o mercado imobiliário. Me apaixonei por esse setor porque uma de suas características é exigir de você conhecimento sobre tudo: o aspecto financeiro do negócio – do financiamento à produção, que envolve também os riscos –, sobre direito e suas leis – desde as específicas do segmento, como as leis de incorporação, até a legislação que trata de como a cidade é construída, seu plano diretor, leis de zoneamento e de código de obra. É preciso entender um pouco sobre legislação ambiental, cada dia mais presente em nosso negócio, e, por fim, o código do consumidor e suas leis. Então, foi muito bacana iniciar o negócio e olhar para tudo isso de novo. Vi esse momento como um reencontro. 

Por que trazer uma proposta como a CASAVIVA?

Primeiro tem a ver com um sonho: construir algo com suas próprias mãos – no caso, não apenas as minhas, mas desse time incrível que formamos. O segundo ponto é a percepção de que há espaço para inovação, há espaço para atender ao cliente de uma forma melhor, mais próxima. Nossa ideia é trazer uma visão diferente do que é praticado no mercado hoje. Para nós, o cliente está no centro do processo, e não apenas em uma das pontas. Na comunicação, uma metade fala e a outra, escuta. Se quem fala não está preocupado com quem escuta, é complicado. Então, nossa proposta é nos colocar no lugar do outro, tentar entender suas dúvidas, necessidades e anseios e prestar o serviço sob esse aspecto.

Em termos de diferencial, o atendimento próximo é o principal, então?

Com certeza. O olhar para o cliente, que se traduz em todas as etapas do processo – desde a hora em que ele compra o apartamento até o momento em que ele precisar de alguma assistência já morando lá –, é nosso diferencial. Nós queremos construir essa empresa ao redor da experiência do nosso cliente.

Como você acha que sua experiência, sua bagagem pessoal e profissional agregam à CASA VIVA?

Acho que são alguns aspectos. Tenho uma visão relativamente boa do Brasil: já morei no Ceará, no Rio Grande do Norte, em Salvador, em Belém, em Manaus e, agora, em São Paulo. Com essa visão ampla é possível questionar alguns paradigmas, perceber melhor a cultura de um lugar, como a própria São Paulo, por exemplo, observar o hábito dos paulistanos e olhar para isso com mais cuidado. Além disso, tenho conhecimento sobre aspectos processuais e estruturação de um negócio e, por último, sou apaixonado por comunicação – por esse desafio de falar e garantir que quem está do outro lado captou a mensagem. E esse time é assim: cada um tem seu próprio talento. É um time muito especial, com excelentes habilidades – e complementares.

Qual é a estratégia para garantir preço competitivo e qualidade do produto?

Garantir o preço, entre outras coisas, tem a ver com disciplina na aquisição das áreas. Quando você compra uma área que é bem compactada, ou seja, não tem muitas declividades e não traz muitos custos de implantação, já começa com um projeto mais barato. Tem outros aspectos que dizem respeito à construção, mas esse é o ponto inicial. E, de modo geral, a disciplina e a experiência da nossa equipe vão garantir esse preço.

O que o cliente pode esperar quando chega à CASAVIVA?

Ele pode esperar alguém para ouvi-lo com empatia, com respeito, que tente se colocar no lugar dele, sempre à disposição. E acho importante também falar de um conceito que gosto muito: o escopo negativo. Significa ser transparente e falar o que produto é, mas também o que o produto não é. Então, se nosso empreendimento não tem vaga de garagem, é importante que nosso cliente saiba disso desde o primeiro momento. Mas com a certeza de que estamos buscando sempre uma boa solução para o dia a dia dele. Ele não tem vaga na garagem, mas tem acesso fácil ao transporte público, por exemplo. São coisas com as quais nos preocupamos.

VOLTAR À HOME
 

section-title

Cadastre-se para receber todas as
novidades da Casaviva!


 

Entre em contato

Quer falar sobre terrenos, trabalhar conosco, dúvidas ou quaisquer outras informações, manda uma mensagem pra gente.